Estudo e Trabalho

Este tipo de curso é bem procurado pelos intercambistas, mas não podemos mencioná-lo como um simples tipo de curso – isso porque depende muito do país em que você queira trabalhar.

Países como Irlanda, Nova Zelândia e Austrália, permitem que brasileiros trabalhem legalmente desde que façam o curso com carga horária mínima de 20 horas semanais com duração de, no mínimo, 25 semanas (na Irlanda) ou 14 semanas (na Nova Zelândia e Austrália). No Canadá e África do Sul também há permissão de trabalho, mas são concedidas apenas para estrangeiros que vão estudar ensino superior. Em Malta, brasileiros podem trabalhar a partir do 3° mês de estudo no país.

As maiores vantagens desse curso são, além de viver experiências desafiadoras, você consegue custear boa parte dos gastos de sua viagem e adquirir experiência profissional. Mas é importante mencionar que as oportunidades de emprego são proporcionais ao nível do idioma do estudante: melhores oportunidades requerem maior fluência no idioma.

Apesar de a procura por trabalho ser responsabilidade do intercambista, algumas escolas possuem programas de colocação no mercado de trabalho para ajudar seus alunos na escolha da melhor vaga.

Para mais informações entre em contato.

Quer receber promoções de intercâmbio no seu e-mail?

Cadastre-se para receber nossas promoções por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.